Visualizações de página nos últimos 7 dias

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Concurso "PEQUENO GRANDE C"


Aqui podes ver vários videos, sobre livros de autor:
LIVRO INSTANTÂNEO 
LIVRO POP-UP
e aprende a fazê-los.

http://pequenograndec.pt/videotutorias

Aqui podes ver os livros das edições anteriores.

https://vimeo.com/album/2881635


terça-feira, 12 de janeiro de 2016

ENCICLÓPEDIA DO CHARLIE BROWN


A Biblioteca Escolar já tem à tua disposição a Enciclopédia do Charlie Brown, em 14 volumes, baseado nas personagens de Charles M, Schulz


Todos estes temas e muito mais.
Vem  ler ou requisitar estes livros,  para leres e veres em casa.


quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Os três Reis Magos

Reis MagosTradições de Natal
Os Três Reis Magos


Os três Reis Magos surgem como sábios vindos do Oriente com o propósito de venerarem o Menino Jesus, o novo Rei dos Judeus que tinha nascido.

O caminho até Belém onde se encontrava o Menino, é-lhes indicado por uma estrela, a Estrela de Belém e devido à grande distância percorrida pelos Reis Magos até lá, diz-se que a visita destes se fez no dia 6 de Janeiro.

É no Evangelho de S. Mateus que encontramos a única referência à existência dos Reis Magos. Foi no séc. V que Orígenes, erudito da igreja antiga e Leão Magno, sacerdote e mais tarde Papa e Santo, lhes conferem o título de Reis Magos. E só no séc. VII é que lhe foram atribuídos nomes: Gaspar ("aquele que vai inspeccionar), Baltazar ("Deus manifesta o Rei") e Belchior/Melchior/Melquior ("meu Rei é luz"). No séc. XV é associada uma raça a cada um dos Reis Magos, de modo a representar toda a raça humana que se conhecia na época.

Por tradição diz-se que são três devido aos três presentes oferecidos: Ouro, Incenso e Mirra. Crê-se que não seriam propriamente Reis mas talvez Sacerdotes, Conselheiros ou até Astrónomos.

Na antiguidade, era costume oferecer-se ouro a um Rei, incenso a um Sacerdote e mirra a um Profeta. Por isso Belchior, de raça branca, ofereceu ouro reconhecendo-Lhe realeza; Gaspar, representando a raça amarela, ofereceu-Lhe incenso atribuindo-lhe divindade e, finalmente Baltazar, de raça negra, ofereceu mirra que representava a imortalidade.
É na idade média que começa a devoção aos Reis Magos e, no séc. VI as suas relíquias são levadas de Istambul para Milão. Sendo já considerados Santos em 1164, foram levados para a catedral de Colónia, na Alemanha.

Actualmente, os Reis Magos fazem parte das tradições de Natal, nomeadamente pelas suas figuras, que são colocadas junto ao presépio. Celebram o nascimento de Jesus, através da sua visita e da oferta de presentes, criando-se a tradição de trocar prendas nesta época festiva. Daí que, em países como a Espanha, se proceda à troca de prendas só no dia 6 de Janeiro.

texto de "natal.com.pt"




DIA DE REIS

video

Aprende e canta esta linda canção sobre os três Reis Magos 


Sorriso de Estrela - livro digital


Sorriso_w200.jpg



Clica aqui para leres este livro:

http://www.sobe.pt/WebRoot/Store/Shops/2933-120726/MediaGallery/PDF/Livro_Sorriso_Estrela.pdf

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

FAÇA LÁ UM POEMA




FAÇA LÁ UM POEMA 2016


O Plano Nacional de Leitura, PNL, e a Fundação Centro Cultural de Belém, CCB, convidam todas as escolas do país, públicas e privadas, a participar no Concurso FAÇA LÁ UM POEMA, FLP, que decorrerá entre Dezembro de 2015 e Março de 2016 e se constitui como forma de incentivar o gosto pela leitura e pela escrita de poesia.
O concurso FLP é dirigido aos alunos dos 1º / 2º / 3º Ciclos do Ensino Básico | Ensino Secundário, de todas as escolas (agrupadas e não agrupadas), continente e ilhas que se deverão inscrever emFORMULÁRIO próprio, anexo a uma mensagem ou enviado diretamente através de ‘enviar formulário’.
Como nas edições anteriores, a apresentação pública dos poemas que se destacarem pela sua criatividade e originalidade, terá lugar no Centro Cultural de Belém, no âmbito das comemorações do DIA MUNDIAL DA POESIA, a 19 de Março de 2016


FAÇA LÁ UM POEMA 2016

O concurso FLP é dirigido aos alunos dos 1º / 2º / 3º Ciclos do Ensino Básico | Ensino Secundário, de todas as escolas do continente e ilhas. Nesta edição de 2015/2016 será feito o apuramento dos vencedores até ao final do mês de Fevereiro de 2016 para cumprir as datas necessárias ao lançamento de uma antologia poética que reunirá os textos vencedores de todas as edições do Concurso. Como sempre, a apresentação pública dos poemas que se destacarem pela sua criatividade e originalidade, terá lugar no Centro Cultural de Belém, no DIA MUNDIAL DA POESIA, a 19 de Março de 2016.


FAÇA LÁ UM POEMA 2016 | CALENDÁRIO

Envio de poemas
15 de Dezembro de 2015 - 10 de Fevereiro de 2016
Entrega de prémios
19 de Março de 2016, DIA MUNDIAL DA POESIA

O concurso «Conta-nos uma história!» está de volta!



O concurso «Conta-nos uma história!» está de volta!


Conta-nos uma história1



O concurso

Está de regresso o concurso "Conta-nos uma história" que propõe a dinamização de projetos desenvolvidos pelas escolas de Educação Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico, utilizando recursos digitais áudio e vídeo. Uma iniciativa do Ministério da Educação e Ciência, promovido através da Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas [ERTE], do Plano Nacional de Leitura [PNL] e da Rede de Bibliotecas Escolares [RBE], 
 Ler+



Esta iniciativa, à semelhança das edições anteriores, consiste na conceção e no desenvolvimento de recursos digitais áudio e vídeo que decorram da produção colaborativa ou do reconto de histórias já existentes (por exemplo, contos, fábulas, parábolas, mitos ou lendas).
O concurso pretende fomentar a dinamização de projetos desenvolvidos pelas escolas de Educação Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico, incentivando a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), nomeadamente tecnologias de gravação digital áudio e vídeo.
A candidatura é feita online, até ao dia 15 de janeiro de 2016, através do preenchimento de um formulário de inscrição.
A entrega dos trabalhos decorrerá de 16 de janeiro a 31 de  março de 2016, no endereço http://www.erte.dge.mec.pt/concurso-conta-nos-uma-historia .
Para mais esclarecimentos, consulte o site de apoio ou contacte-nos através do endereço de correio eletrónico: podcast@dge.mec.pt.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Autora/ilustradora do mês de janeiro



MADALENA MATOSO


















Madalena Matoso (Lisboa 1974) estudou Design de Comunicação na Faculdade 
de Belas-Artes de Lisboa e pós-graduou-se em Design de Gráfico Editorial pela Faculdade de Belas-Artes de Barcelona.

Em 1999 criou com três amigos o Planeta Tangerina, atelier de ilustração 
e design gráfico.

Em 2006 o Planeta Tangerina começou também a editar álbuns ilustrados.
Com os livros “Uma Mesa É uma Mesa. Será?”, “Quando Eu Nasci” e “Andar por Aí” recebeu menções especiais no Prémio Nacional de Ilustração (todos editados pelo Planeta Tangerina e com textos de Isabel Minhós Martins, em 2006, 2007 e 2009 respectivamente). Em 2008 recebeu o Prémio Nacional de Ilustração pelo livro “A Charada da Bicharada”, editado pela Texto Editores com texto 
de Alice Vieira.



Livros

Vem à biblioteca ver a exposição de ilustrações e de livros ilustrados pela Madalena Matoso.

escritor/ilustrador do mês de dezembro 2015

Autor / Ilustrador do mês      *   Pedro Soromenho





Pedro Seromenho Rocha, de nacionalidade portuguesa, nasceu em 1975, na cidade de Salisbúria (Harare), República do Zimbabué. Com apenas dois anos de idade fixou-se em Tavira e mais tarde em Braga, onde actualmente reside. Embora formado em Economia, Pedro Seromenho dedica-se inteiramente a escrever e a ilustrar livros para várias editoras nacionais e brasileiras.

LIVRO DO MÊS -A Estrelinha Pálida de Pedro Soromenho

Este belo livro continua na Biblioteca à tua espera, para que conheças esta linda estrelinha.